Quarentena: confira 5 hábitos para manter a saúde mental durante esse período

Em tempos de COVID-19, o isolamento social é indispensável para evitar a disseminação do vírus. No entanto, as consequências desse afastamento podem ser prejudiciais para a saúde mental também.

Vejamos, a pandemia do coronavírus trouxe consigo uma crise: pessoas estão perdendo seus amigos, parentes e empregos, comerciantes estão sendo lesados, a economia do país não vai nada bem.

Dessa forma, além da solidão, uma vez que é necessário permanecer dentro de casa, a tristeza devido aos acontecimentos recentes, o medo do futuro e o consumo incessante de notícias ruins são capazes de piorar o estado da mente.

Nesse sentido, alguns cuidados são importantes para conseguir manter a saúde mental na quarentena e passar por esse difícil período de um jeito mais tranquilo. Assim, este post traz 5 hábitos que você deve inserir na sua vida enquanto está em isolamento. Acompanhe!

1. Estabelecer uma rotina

Por mais simples que seja a atividade, a quarentena pode acabar tirando sua força de vontade para realizá-la. Logo, estabelecer uma rotina durante o isolamento é muito importante se você quiser evitar isso.

Então, para quem está trabalhando de casa, fazendo o famoso home office, ou estudando online, por meio de aulas à distância (EaD), criar uma rotina é ainda mais significativo. Isso porque, quando a situação melhorar e a vida voltar ao normal, a readaptação não será tão difícil.

Assim, coloque o despertador para tocar alguns minutinhos depois que o habitual — tudo bem se você quiser dormir mais um pouco, já que não precisará se preocupar em enfrentar trânsito —, tome café da manhã e um banho, então se arrume confortavelmente.

Aliás, vale ressaltar que trabalhar de pijama e deitado na cama por mais confortável que possa parecer, é péssimo para a sua produtividade. Arrume-se como se estivesse indo trabalhar normalmente, isso colabora para que a sua mente entenda a rotina que você está tentando estabelecer.

Lembre-se de manter o ambiente organizado e livre de distrações. Além disso, é interessante inserir atividades físicas aos seus costumes diários, eles ajudam a manter a saúde do corpo e da mente.

2. Evitar o consumo excessivo de notícias ruins

É claro que é impossível não consumir informações sobre o COVID-19, afinal, trata-se de uma pandemia. No entanto, é essencial ter um controle sobre a quantidade de notícias desagradáveis que está absorvendo.

Primeiramente, dê um tempo para ingerir esses conteúdos. Nada pior do que acordar com notícias ruins, não é mesmo? Então, nem pense em consumir informações que possam prejudicar a sua saúde mental na quarentena assim que você acordar. Tome banho, um café, se arrume e, só depois, veja as notícias.

Além disso, evite ficar consumindo esse conteúdo pouco antes de dormir, eles são tóxicos para a sua sanidade mental e não adiantarão de nada. Servem apenas para deixar você desesperado, angustiado e sem sono. E, uma vez que dormir é crucial para o bom funcionamento do organismo, as notícias ruins, definitivamente, só farão mal para a sua cabeça.

3. Fazer meditação

O isolamento social é visto como o momento perfeito de recolhimento e reflexão para algumas pessoas, mas na verdade ele pode ser o responsável por causar pressão psicológica e prejudicar ainda mais a mente.

Isso porque, devido a vários fatores desde a solidão, até a pressão por conseguir ser produtivo na quarentena —, é comum sofrer crises de ansiedade. Portanto, fazer meditação é fundamental, dado que ela ajuda a reduzir o estresse e manter a calma nesse período complicado.

Na internet, existem guias de meditação e, até mesmo aplicativos, ideais para quem não faz ideia de como começar esse hábito.

4. Adquirir um hobby

Se você sempre quis fazer uma coisa que gosta muito e, por algum motivo, ainda não conseguiu, essa é a sua chance! Seja aprender um novo idioma, ler um livro, assistir um filme diferente, cozinhar uma receita nova, o que quer que seja, faça.

Adquira um hobby e aproveite esse tempinho da quarentena para colocá-lo em prática, assim você descobre um passatempo e acalma a sua mente dos pensamentos negativos.

5. Praticar exercícios físicos

Como dissemos lá em cima neste post, inserir atividades físicas na rotina é importante, uma vez que elas colaboram com a produção de serotonina, que deixa a gente mais positivo diante dessa pandemia, com aquela sensação boa de bem-estar.

Além disso, a prática de exercícios ajuda a melhorar a imunidade essencial na situação pela qual estamos passando — reduz o estresse e aumenta a disposição. Portanto, é interessante realizar essas atividades ainda pela manhã, porque elas deixarão você mais animado para enfrentar o restante do dia.

Já que as academias estão fechadas nesse período, é possível fazer esses exercícios dentro de casa mesmo. Desde agachamentos, flexões, abdominais e até mesmo pilates e danças, como zumba e fitdance, são alternativas para colocar em ação enquanto estamos de quarentena.

Enfim, agora que você conhece alguns hábitos fundamentais para manter a saúde mental na quarentena, basta colocá-los em prática e logo perceberá os resultados. E, lembre-se: não se apegue às coisas ruins, faça aquilo que você gosta, converse com as pessoas que ama, desabafe!

Caso precise de acompanhamento psicológico, nessa pandemia os profissionais da área estão realizando atendimentos online. Não hesite em procurar ajuda. O isolamento social é chato, mas é necessário. Em breve, tudo vai acabar e a vida voltará ao normal, enquanto isso, fique bem e fique em casa!

Gostou deste post? Que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Dessa forma, você pratica a empatia e ajuda outras pessoas a deixarem seus dias de isolamento social mais leves e a manter a saúde mental.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove − 3 =