Conheça mais sobre os ácidos que ajudam a pele com acne

Conheça mais sobre os ácidos que ajudam a pele com acne

A pele acneica é caracterizada por uma cútis oleosa, cujos poros são abertos e a facilidade para o aparecimento de espinhas e cravos é muito maior. E só quem tem esse tipo de pele sabe o quão complicado é manter uma rotina de cuidados!

Dessa maneira, além do skincare mais simples — usando sabonete, hidratante e protetor solar — que já resolveria o problema das peles mistas e secas, as oleosas exigem um zelo extra. Ou seja, é preciso também focar em produtos que evitem o aparecimento de acnes.

É nesse momento que entram os ácidos! Bastante úteis para quem tem a pele oleosa, atualmente, eles são os queridinhos do skincare. Não é à toa que as marcas começaram a investir em produtos que apresentam ácidos na composição. Contudo, esse componente precisa ser usado com muita cautela, caso contrário pode agravar a situação.

Por isso, é fundamental consultar um dermatologista para saber qual o melhor para a sua pele. Aliás, você sabia que existem vários ácidos para a pele acneica? Pois é! Eles não são a mesma coisa. Cada um tem uma recomendação diferente. A seguir, confira quais são eles e para que servem!

Ácido glicólico

Com efeito esfoliante, esse ácido é excelente para a renovação celular. Dessa maneira, ele é responsável por melhorar a textura da pele, deixando-a mais uniforme. Além disso, previne o aparecimento dos temidos cravos, bem como das espinhas.

Isso porque, devido à esfoliação que o ácido glicólico promove, os poros ficam sempre limpinhos e livres do sebo que causa esses problemas. E mais: sabe aquelas manchas e cicatrizes de acnes que tanto incomodam? Esse componente ajuda a diminuir! Não é ótimo?

Ácido salicílico

Dentre todos os ácidos para a pele acneica, o salicílico é um dos mais conhecidos. Presente em vários dermocosméticos, inclusive em sabonetes para o rosto, esse componente promove o controle da oleosidade.

Só esse benefício já poderia ser suficiente para quem tem acne, né? Afinal, esse tipo de pele é, normalmente, oleosa. Entretanto, o ácido salicílico também atua na prevenção das espinhas, porque controla as glândulas sebáceas, reduzindo as chances do entupimento dos poros e possíveis acnes.

Mas não para por aí! O componente ajuda, ainda, na renovação da pele, pois tem propriedade esfoliante, e acaba dando uma afinada na cútis, o que ajuda no disfarce das rugas.

Ácido mandélico

A função mais conhecida do ácido mandélico é a clareadora. Por esse motivo, quem faz uso dele são pessoas que estão em busca de se livrar de manchas, como o melasma, por exemplo. Embora tenha resultados semelhantes ao ácido glicólico, esse componente é mais leve.

Com ação esfoliativa, ele é bastante vantajoso para quem tem pele acneica, uma vez que apresenta efeito antibacteriano e atua contra o aparecimento de espinhas. Logo, se você tem a pele mais sensível e o ácido glicólico é mais agressivo para o seu rosto, o mandélico é uma boa opção.

Ácido azelaico

Quem não gosta de um produto que, além de antibacteriano, seja anti-inflamatório, não é verdade? O ácido azelaico é tudo isso e mais um pouco. Super recomendado para quem sofre com acnes, ele ajuda a evitar o problema e ainda a melhorar o aspecto do rosto.

Se você sofre com acnes, sabe como as manchinhas e cicatrizes que elas deixam na pele incomodam. Nesse sentido, o ácido azelaico é excelente, porque é clareador e colabora para amenizar o problema.

Além disso, é um dos pouquíssimos produtos que podem ser utilizados durante a gestação. Mas nada de decidir isso por conta própria, ok? Sempre converse e peça indicações do profissional que acompanha você.

Enfim, os ácidos para a pele acneica são itens fundamentais para o skincare. Eles ajudam a clarear manchas, amenizar cicatrizes, secar espinhas, esfoliar o rosto, manter os poros limpinhos e, ainda, são capazes de reduzir linhas de expressão! Ou seja, indispensáveis, para uma pele bonita e saudável, né?

Contudo, são componentes poderosos e que devem ser utilizados sempre com recomendação de um dermatologista. Afinal, ele é quem vai indicar o melhor ácido para o seu tipo de pele, bem como maneiras de usar para não ter nenhuma reação inadequada depois.

E, lembre-se: o uso de protetor solar é obrigatório! Se, sem o uso de ácidos ele já é necessário, com a utilização ele se torna imprescindível. Caso contrário, você terá sérios problemas, como queimaduras e manchas no rosto. Portanto, muito cuidado!

Gostou deste post? Compartilhe nas redes sociais e colabore que para as pessoas entendam a importância dos ácidos no skincare!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco − três =

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support