Está sofrendo com as dores da endometriose? Confira 5 exercícios físicos que podem ajudar a aliviar os sintomas

Está sofrendo com as dores da endometriose? Confira 5 exercícios físicos que podem ajudar a aliviar os sintomas

Quem sofre com a endometriose costuma sentir cólicas mais dolorosas do que o normal, além de fadiga, dor durante a penetração nas relações sexuais e diarreia. E mais: conseguir engravidar também é complicado para essas mulheres. É uma doença bastante incômoda, por isso é importante buscar tratamento.

Ela acontece quando o endométrio, um tecido que reveste a parte interna do útero e, normalmente, é expelido na menstruação, cresce fora dele. Ou seja, atinge partes como ovários, reto, bexiga e até o intestino — o que não deveria ocorrer.

Por ser uma patologia crônica, não tem cura. Contudo, você não precisa viver com dor por causa disso. Afinal, existem tratamentos e maneiras de amenizar esse problema. A princípio, consultar o dermatologista é essencial. Ele vai diagnosticar e indicar medicamentos.

É depois desse momento que entram os exercícios físicos no controle da endometriose: eles produzem endorfina e serotonina, colaborando no alívio das dores. Além disso, algumas medicações provocam retenção de líquidos e ganho de peso. Então eles também ajudam nesse sentido. Por isso, listamos 5 atividades que podem ser feitas por quem tem a doença. Confira!

1. Pedalar

Andar de bicicleta traz inúmeros benefícios para a saúde. Desde o emagrecimento, bem-estar e pernas torneadas, até redução do colesterol e prevenção da diabetes. No que diz respeito a endometriose, pedalar tem muitas vantagens.

Isso porque é um exercício aeróbico e que libera bastante endorfina, dificultando a produção de estrogênio nos ovários. Em outras palavras, esse hormônio inibido impulsiona o desenvolvimento do endométrio. Logo, se ele não cresce, há um domínio da doença.

2. Caminhada

A caminhada controla o colesterol, dá mais ânimo para enfrentar o dia, aumenta a qualidade do sono, combate a depressão e ansiedade. Em relação a endometriose, ela é capaz de amenizar as dores, porque equilibra os níveis de estrogênio.

Além disso, é uma atividade que relaxa e alivia o estresse. Dessa maneira, a doença se mantém sob controle, já que essa tensão psicológica acaba agravando o problema. Portanto, insira a caminhada na sua rotina.

3. Ioga

A prática da ioga é muito conhecida por trabalhar a respiração e reduzir o estresse. Por isso, é bastante procurada por quem busca melhorar a concentração e se sentir mais tranquilo e disposto.

Quando falamos da ioga como um dos exercícios físicos no controle da endometriose, significa muito mais do que uma técnica de relaxamento. Essa prática, por aperfeiçoar as funções respiratórias, acaba — ainda que sem querer —, auxiliando na estabilidade dos hormônios.

4. Natação

A natação é uma excelente alternativa no alívio dos sintomas da endometriose. Ela ajuda na questão do emagrecimento, na circulação sanguínea, aperfeiçoa o sistema cardiorrespiratório, combate várias doenças, além de diminuir o estresse.

Ainda, esse exercício físico é de baixo impacto, sendo ideal para quem tem problemas nas articulações, pois além de não lesionar, também fortalece. Em relação a endometriose, ela apresenta, basicamente, os mesmos benefícios da bicicleta, pois controla os hormônios que servem como combustíveis para a doença.

5. Pilates

Bem como a ioga, o pilates também melhora a concentração. Todavia, ele trabalha mais o corpo. Isso quer dizer que a atividade conta com a prática de exercícios que lidam com a postura, aumentam a flexibilidade, resistência e coordenação motora.

E não para por aí! O pilates serve, ainda, como um relaxante muscular, aliviando dores e, consequentemente, controlando os sintomas da endometriose. Durante essa prática, você exercita a elasticidade da pélvis, ajudando, igualmente, na redução desse sofrimento que a doença proporciona.

Percebeu como são imprescindíveis os exercícios físicos no controle da endometriose? Eles ajudam a aliviar dores e sintomas, além de garantir um bom condicionamento corporal, sendo excelentes para a autoestima também.

Vale ressaltar que é fundamental, antes de qualquer coisa, visitar um médico. As atividades físicas não devem ser utilizadas como tratamento de maneira isolada e, sim, quando combinadas com medicações que apenas um profissional é capaz de indicar.

Gostou deste texto? Quais desses exercícios para controlar a endometriose você pratica? Compartilha com a gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × 2 =

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support