Sofrendo com a foliculite? Descubra quais as causas do problema e como tratar!

Sofrendo com a foliculite? Descubra quais as causas do problema e como tratar!

Você já fez uma depilação no rosto e, no dia seguinte, percebeu várias bolinhas naquela região? Isso é a foliculite: um problema que é caracterizado pela inflamação, aguda ou crônica, dos folículos pilosos.

Esses folículos são estruturas responsáveis por produzir os pelos do corpo humano. Quando não tomamos alguns cuidados simples, eles acabam inflamando e causando problemas estéticos.

Muitas vezes confundida com a acne, a foliculite pode atingir desde o rosto, até a região das nádegas, virilha e coxas. Aliás, uma vez que ela é resultado da inflamação dos folículos pilosos, qualquer área do corpo que é coberta de pelos, ainda que em quantidade pequena, está sujeita ao problema.

Se você está sofrendo com essa situação, continue a leitura! Neste post mostramos quais as possíveis causas da foliculite, bem como sintomas e de quais maneiras deve ser tratada e prevenida. Acompanhe e saiba mais!

O que pode causar a foliculite?

A inflamação da foliculite é causada por fungos, vírus, bactérias ou, simplesmente, um pelo encravado. Pois é! Essa situação já é suficiente para que o problema aconteça, causando incômodo e até problemas de autoestima.

Apesar de parecer inofensiva, ela pode causar coceira e dor na região. Portanto, o ideal é saber quais as principais causas da foliculite, a fim de conseguir evitar que ela aconteça. Veja o que pode ocasionar o problema:

  • roupas muito apertadas;
  • uso errado de lâminas de barbear;
  • transpiração excessiva;
  • dermatites;
  • antibióticos para tratamento de acnes etc.

Quais os sintomas?

Existem dois tipos de foliculite: superficial e profunda. Essa classificação é importante na hora de perceber os sintomas, uma vez que a infecção acaba sendo diferente em cada uma delas, podendo até deixar cicatrizes. Descubra as diferenças a seguir:

Foliculite superficial: mais comuns, são bolinhas com a ponta branca que se assemelham a pequenas espinhas por toda a região afetada. Causam vermelhidão, coceira e sensibilidade, mas são simples de serem resolvidas. Dificilmente deixam marcas, sendo o aspecto mais ameno do problema;

Foliculite profunda: é o quadro mais problemático da infecção. Atingindo todo o folículo piloso, ele causa uma lesão avermelhada, com edema endurecido e pus no meio. Por causa disso, é mais dolorosa do que a superficial, coça mais e pode deixar cicatrizes. Ainda, existe a possibilidade de não crescer mais pelos no local, devido ao estrago no folículo piloso.

Como prevenir e tratar o problema?

Algumas ações simples podem colaborar com o tratamento e prevenção do problema. No caso das foliculites do rosto, você deve manter a skincare em dia. Isso significa que é preciso permanecer com a pele sempre limpa e hidratada.

Uma dica interessante é fazer uma esfoliação na área um dia antes da depilação — seja ela com lâmina, cera ou linha. Dessa maneira, você remove a pele morta e diminui as chances da foliculite aparecer.

E essa recomendação não serve somente para o rosto! Quando você for fazer a depilação de áreas como as axilas e virilha, por exemplo, pode fazer uma esfoliação no dia anterior também, lembrando de usar a lâmina na direção de crescimento dos pelos.

Além disso, quando a foliculite for em áreas como o bumbum, a indicação é usar roupas leves — as de algodão são as mais indicadas. Calças jeans muito apertadas costumam provocar a inflamação, portanto, sempre que puder evitar o uso delas, faça isso!

Quando a inflamação é mais simples, como no caso das foliculites superficiais, geralmente, elas passam sozinhas, e seguindo essas dicas de higiene e manutenção da pele, rapidinho elas somem. Em outros casos, como as profundas, é necessário realizar uma visita ao dermatologista.

De qualquer forma, quando você sabe o que é e quais as principais causas da foliculite, prevenir o problema se torna algo mais tranquilo. Então, basta manter a pele hidratada, limpa e arejada para evitar que a inflamação aconteça.

E você? Tem ou já teve foliculite? O que fez para cuidar? Compartilha com a gente aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − 10 =

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support