SOP: o que é, sintomas e tratamento

SOP: o que é, sintomas e tratamento

Você já escutou alguém falando sobre SOP e ficou sem entender do que se tratava? A gente vai explicar! Essa sigla significa síndrome do ovário policístico, um transtorno hormonal que atinge até 10% dos corpos femininos.

A SOP tem sintomas bem desagradáveis mas, além disso, ela pode colaborar com o desenvolvimento de problemas mais sérios, como o câncer e o transtorno de ansiedade. Por esse motivo, é fundamental reconhecer os sinais para ir ao médico o quanto antes.

Para ajudar você a entender melhor, trouxemos este conteúdo. Acompanhe e descubra o que é SOP, quais os sintomas e como tratar a síndrome. Confira!

O que é a SOP?

Como já dissemos lá no começo, SOP é a sigla da síndrome do ovário policístico. Ou seja, um distúrbio endócrino que provoca um desequilíbrio hormonal nas mulheres. Basicamente, a produção de hormônios andrógenos (masculinos), como a testosterona, cresce.

Isso faz com que os ovários aumentem de tamanho e pequenos cistos apareçam na região. Normalmente, a síndrome afeta mulheres em idade reprodutiva, dos 15 aos 40 anos. Aliás, é em razão disso que muitas delas só descobrem quando tentam ficar grávidas.

Mas veja bem: dá para engravidar, mesmo tendo a síndrome! Vai ser um pouquinho mais difícil, contudo, se ela for diagnosticada a tempo e tratada corretamente, é possível. Por esse motivo, é essencial reconhecer alguns sintomas para procurar logo ajuda médica.

Quais são os sintomas?

O fato de a síndrome promover uma produção anormal de hormônios masculinos e atingir os ovários provoca alguns sintomas, que são:

  • pelos em excesso (no rosto, seios ou abdômen);
  • pele oleosa e acne (o desequilíbrio hormonal pode aumentar a produção de sebo);
  • ganho de peso;
  • queda de cabelo;
  • menstruação desregulada;
  • dificuldades para engravidar;
  • problemas emocionais (ansiedade e/ou depressão).

Como o diagnóstico é feito?

O diagnóstico nem sempre vem fácil. Isso porque os médicos precisam levar cada sinal em consideração. Portanto, geralmente, ele acontece mais rápido quando você apresenta alguns sintomas combinados.

Por exemplo, além da menstruação irregular, você relata ao profissional que está com pelos no rosto e acne. São 3 indícios da síndrome do ovário policístico, o que certamente vai agilizar o diagnóstico.

Quais são as causas da síndrome?

A síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio bastante complexo e, por isso, as causas exatas ainda não foram identificadas e seguem sendo estudadas. Contudo, pesquisas apontaram alguns fatores que podem influenciar o desenvolvimento da SOP, são eles:

  • genética;
  • inflamações;
  • obesidade;
  • resistência à insulina.

Como é o tratamento?

O tratamento, comumente, gira em torno dos sintomas. Ou seja, para cada pessoa, pode ser recomendado um método diferente. Além disso, depende também do que a mulher está desejando.

Por exemplo, se os sintomas envolvem menstruação irregular e o objetivo dessa pessoa é a gravidez, o tratamento será recomendado baseado nisso. Entretanto, no geral, ele requer uma mudança de hábitos.

Então, se você não se alimenta direito e é sedentária, vai ter que mudar isso! Hábitos saudáveis fazem toda a diferença na terapia da SOP.

A síndrome do ovário policístico não tem cura, mas é possível conviver com ela. Por esse motivo, é importante fazer visitas regulares ao médico e ficar sempre atenta aos sinais do seu corpo.

Dessa maneira, você consegue perceber se tiver alguma coisa errada e relatar ao profissional, a fim de conseguir um diagnóstico e iniciar o tratamento o quanto antes.

Você tem SOP? Como descobriu que sofria com o problema? Conta aqui nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − 6 =

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support